Quem não chorou e se emocionou com a vibrante saga de Mufasa e Simba, na primeira versão do filme ‘O Rei Leão’, que atire a primeira pedra… Na Contarh, já utilizamos muito os conceitos abordados no filme em vários trabalhos de Sessão Cinema, avaliações de potencial e suas devolutivas, processos de coaching e treinamentos realizados com nossos clientes.   

Agora, estamos sendo presenteados com a segunda versão desta belíssima obra, que nos proporciona, novamente, inúmeras e interessantes reflexões acerca de questões que nos dizem respeito, em especial aquelas que nos fazem pensar sobre a importância do autoconhecimento, da superação, a necessidade de adaptação ao meio e o caminho necessário para o nosso amadurecimento pessoal e profissional.

Ao evidenciarmos a trajetória do personagem Simba, percebemos que quanto mais ele foi entendendo quem realmente era, tomando consciência de suas habilidades e suas fraquezas, mais ele foi sendo capaz de se posicionar de maneira firme e assumir o protagonismo de sua história. Assim também somos nós, quando os desafios da vida nos obrigam a nos posicionarmos com segurança e determinação.

Expandir o autoconhecimento nem sempre é fácil e indolor, pelo contrário, exige coragem e vontade de ser cada vez melhor, visitando nossa história, entendendo por que somos como somos, avaliando nossos comportamentos e nos propondo a alterar aqueles que não jogam a nosso favor.  

Esse processo nos faz encararmos nossa imagem refletida de maneira real, sem fantasias, tendo clareza de nosso jeito de ser e das nossas possibilidades, enquanto pessoas dispostas a ofertarem o seu melhor, para si e para os outros.

Quando nos lançamos na aventura de nos conhecermos melhor vamos descobrindo, como Simba fez, que podemos aprender com o passado, revisitando-o, tirando as lições necessárias e nos reposicionando de maneira mais plena, num exercício constante de superação, nunca nos esquecendo de quem nós somos, respeitando nossa história e nos fortalecendo para escrevermos novos e estimulantes capítulos na nossa vida.

Assim como Simba teve a oportunidade de se inspirar em seu pai Mufasa para buscar seu referencial no grande ciclo da vida, nós também devemos buscar pessoas que possam nos direcionar em nossa caminhada. Por isso, é necessário considerar que é sempre importante ouvir os mais experientes do que nós, para aprendermos com eles. Afinal, nem toda comida feia é ruim, basta saber qual o tempero certo a ser colocado. Tudo é uma questão de como encaramos os fatos.

E, finalmente, para celebrarmos as mudanças necessárias em nossas vidas, nada mais saudável do que adotarmos o lema Hakuna Matata, ou seja, tratar com leveza essa jornada, pois somos, sim, capazes de vencer os desafios apresentados no dia a dia. Aproveite o melhor de cada oportunidade de crescimento. Essa é a proposta para quem deseja dar um ‘up’ em sua vida e se lançar, sem medo, neste grande mistério que é viver. Agora, me diz: você já foi curtir novamente este filme, se deixando contagiar pela trilha sonora mágica e envolvente, aproveitando para reviver belas lições de vida? 

Carla Limongi

vempracontarh #atendimentoonline #atendimentopresencial

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário