COMO O COACHING PODE TE AJUDAR A LIDAR COM SUAS EMOÇÕES

Inteligência emocional é hoje uma das principais habilidades que precisamos desenvolver para conseguirmos nos ajustar aos constantes desafios que a vida moderna nos apresenta, seja no âmbito pessoal ou profissional.  Sabemos da necessidade crescente das empresas de possuírem em seus quadros profissionais que apresentem bom equilíbrio emocional, porque eles fazem toda a diferença.

O ponto de partida é o entendimento do processo de coaching como uma ferramenta que visa levar o indivíduo a sair de uma situação atual para outra desejada, sendo que, para isso, precisa fazer contato com seus pontos positivos e suas dificuldades, definindo claramente seu objetivo e potencializando suas competências para que seja capaz de fazer essa travessia com segurança e efetividade.

Nesse contexto, o coachee precisa abrir mão de suas crenças limitantes, reprogramar seus pensamentos para que suas ações sejam direcionadas assertivamente para onde deseja chegar. Toda a responsabilidade para garantir que as mudanças de comportamento necessárias aconteçam está a cargo do coachee que vai buscar as respostas certas, em si mesmo, para realizar as mudanças necessárias.

Ao se buscar compreender o processo de coaching voltado para o equilíbrio emocional, percebe-se que o mesmo se estrutura na crença de que nossas emoções são influenciadas pela qualidade de nossos pensamentos, impactando diretamente no resultado de nossas ações. Todo esse processo faz parte de nossa estrutura interna de retroalimentação de pensamentos, crenças, sentimentos, atitudes e resultados.

No desenvolver do processo, o coach irá buscar o comprometimento do coachee com seus resultados, fazendo-o entender e aceitar que cabe somente a ele decidir-se pela qualidade de suas atitudes, apoiando-se no seu equilíbrio emocional.

Este equilíbrio tende a ser mais efetivo à medida que seja desenvolvida a inteligência emocional, onde a pessoa será capaz de reconhecer e aprender a lidar com suas próprias emoções e com as emoções emanadas pelas demais pessoas com as quais interage, seja no âmbito pessoal ou profissional. Tudo isso em prol da construção de relacionamentos mais saudáveis e produtivos.

A capacidade de gerenciamento das emoções é atualmente um dos fatores preponderantes para determinar a contratação de um novo profissional nas empresas. Não basta mais que seja apenas competente tecnicamente. O que de fato tem pesado no momento desta escolha é o conjunto considerando competências, habilidades e atitudes. Não há mais como deixar de considerar os fatores comportamentais na hora da escolha. Quanto mais o ambiente organizacional for composto por pessoas com atitudes positivas, maiores serão as chances de o resultado do trabalho ser positivo e produtivo.

No processo de coaching para o equilíbrio emocional o coachee será levado a aprofundar-se na busca do seu autoconhecimento, entendendo a sua essência, compreendendo os fatores e eventos desencadeantes de suas crenças limitantes e comportamentos sabotadores, para que possa enfrentá-los, modificá-los ou eliminá-los de seu repertório.

É possível perceber que as chances de sucesso profissional, dentro das empresas, parecem estar relacionadas diretamente às questões comportamentais apresentadas por seus profissionais. Uma pessoa que demonstra no seu dia a dia um comportamento extremamente ansioso, inflexível e pouco relacional, muito provavelmente não irá apresentar um desempenho adequado, como também irá comprometer a harmonia nas relações interpessoais, gerando desgastes, visto que o modelo de gestão praticado atualmente nas empresas é bastante direcionado para as parcerias e trabalho em equipe.

 

Você já ouviu falar deste tipo de coaching direcionado para o desenvolvimento da inteligência emocional?

 

Quer saber mais? Fale com a gente!

 

Sandra Faria

vempracontarh #atendimentoonline #atendimentopresencial

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário