NOVO MODELO DE PROFISSIONAL PEDE PESSOAS INOVADORAS E DESEJOSAS DE INDEPENDÊNCIA

Qual é o papel e como devem agir os profissionais e as organizações dos tempos atuais? Sem dúvida, é bem diferente dos modelos existentes alguns anos atrás. Neste cenário econômico em que se percebe a complexidade do ambiente que as organizações estão inseridas, surge a figura de um novo modelo de profissional que esteja preparado para enfrentar estes novos desafios do mercado, pois o mesmo se enquadra perfeitamente a esse ambiente repleto de incertezas e riscos, com alta capacidade de percepção de oportunidades e motivado pela inovação.

De fato, estes novos profissionais precisam ser pessoas intensamente motivadas para atuar em seus negócios com autoconfiança, desejosos de independência e autonomia, com capacidade de inovar, correr riscos inteligentemente e agir com eficiência para se adaptar às contínuas mudanças neste cenário.

Por certo, como as organizações refletem a sociedade na qual estão inseridas e como as pessoas adquirem do grupo social um extenso repertório de usos e costumes que identificam este grupo, pressupõe-se que esse profissional traga para a organização o seu repertório e que esse repertório de usos e costumes tenha influência tanto no seu comportamento como na sua forma de atuar no seu dia a dia de trabalho.

O que se percebe é que as organizações atuais já demonstram a necessidade de promover ações que visem desenvolver as potencialidades empreendedoras, uma vez que este novo modelo de profissional é considerado um instrumento de transformação social, a saber:

  • Adaptabilidade e flexibilidade diante das mudanças;
  • Criativo e com forte necessidade de realização;
  • Dinâmico; com forte senso de iniciativa;
  • Desejo de ser independente;
  • Capacidade de trabalhar em equipe;
  • Abertura para aprender;
  • Mobilidade e capacidade de administrar bem o estresse e o cansaço;
  • Perseverante; dotado de excelente percepção e com grande visão para o aproveitamento de oportunidades;
  • Conhecimento dos mercados e do ramo de negócio onde atuam.

É importante que a revolução e mudança de comportamento ocorram em todos os níveis da organização, para gerar credibilidade.  Temos que começar um processo de renovação. O momento é de aprendizado contínuo, que se processa por meio da exploração de novos conhecimentos e da difusão do que já foi aprendido, para que todos possam desenvolver visões compartilhadas sobre como melhorar o seu desempenho profissional.

Como adquirir visões compartilhadas? Através de um processo de aprendizagem que provoque a necessidade de compartilhar ideias, discuti-las e gerar conhecimento. É um processo que começa na própria pessoa, que tem uma ideia e que a compartilha com um grupo, que a interpreta e gera um pensamento grupal comum.

Se esse processo for exercitado constantemente, pode-se criar profissionais capazes de gerar conhecimento e torná-lo explícito para todo um sistema econômico-social, promovendo assim o seu desenvolvimento. Não é uma tarefa fácil transformar o conhecimento tácito em explícito, pois requer um conjunto de habilidades e aptidões pessoais e uma gestão empresarial que facilite a ampliação das capacidades humanas, através da integração do saber e do fazer, de modo que um processo exploratório de ideias seja estimulado, culminando nessa transformação.

Já parou para pensar sobre isso?

Sandra Faria

vempracontarh #metododeaprendizagemexperiencial#atendimentoonline #atendimentopresencial#mentoria#coaching

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário