Uma dos maiores desafios vividos, atualmente, pelos gestores de nossas empresas, é a complexidade do ato de comunicar. Se quisermos acertar na nossa fala é importante selecionarmos bem as palavras e gestor que iremos utilizar.

Existe, nas empresas, aquela comunicação planejada, onde os gestores se preparam e escolhem bem as palavras e os gestos para se expressarem. Contudo, existe aquela comunicação informal, dos corredores, do dia a dia, que acaba não sendo tão planejada assim, e, por isso, talvez seja a que mais preocupa, em termos de “estragos” que podem causar nos relacionamentos e nas equipes.caras-y-gestos

Sabemos que as palavras e os gestos tem poder e influenciam a nossa realidade, muito mais do que imaginamos. Expressam nossas emoções e expectativas, a maneira como vemos o mundo, e nos posicionamos diante das situações do dia a dia.

Palavras são poderosas e muitas vezes desconhecemos sua força. São tão importantes que chegam a condicionar a realidade. Elas expressam nossos padrões de pensamentos, dando força de concretização aos mesmos. É por isso que se diz: “cuidado com o que pedes, você poderá ser atendido.”

Nossos gestos, por sua vez, dizem muito de nós e também traduzem aquilo que estamos sentindo e no que acreditamos.

Sendo assim, é importante que os gestores aprendam a se comunicar com suas equipes fazendo uso de palavras e gestos que condicionem positivamente as ações de seus colaboradores, evitando aqueles que causam desânimo e frustração.

Se as palavras são tão poderosas, por que nem tudo o que a gente quer acontece? Porque, às vezes, o que dizemos que queremos é diferente do que realmente desejamos.

As nossas palavras e gestos são mais poderosos para fazer acontecer o que queremos, quando o inconsciente está sintonizado com o consciente. Esse equilíbrio é o ideal. O que queremos de verdade e, o que dizemos que queremos, tem que ser a mesma coisa, senão a nossa comunicação perde a força e se esvazia.

Quando utilizamos o abraço sincero e um aperto de mão caloroso, por exemplo, estamos transmitindo a ideia de confiança, respeito e proteção. Quando nosso olhar é firme ao nos conectarmos com o outro estamos transmitindo segurança e sinceridade.

Além disso, nosso comportamento também é influenciado pelas palavras que pronunciamos, por isso, existem palavras ou expressões que devemos usar e outras que devemos evitar. Veja alguns exemplos:

                  As expressões:

Temos uma difícil tarefa pra ser cumprida.

Imagem texto 9

Não conseguimos atingir nossa meta, vamos tentar.

Queria que todos se empenhassem nesse trabalho.

Devem ser substituídas pelas expressões:

Temos uma tarefa desafiadora pra ser cumprida.

Não conseguimos atingir nossa meta, ainda.

Quero que todos se empenhem nesse trabalho.

É importante compreendermos que saber da importância das palavras nos alerta em relação ao seu uso. A escolha delas pode nos levar a resultados diferentes, precisamos ficar atentos.

Esperamos ter aguçado sua curiosidade em relação a este tema.

Você se considera um profissional que faz bom uso das palavras e dos gestos na sua forma de se comunicar?

Carla Limongi

Sandra Faria

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário