POR QUE AS EMPRESAS DEMITEM?

Oi-vivo-e-nextel-demitem-mais-de-3-mil-funcionarios-televendas-cobrancaO momento da demissão é um dos momentos mais temidos na empresa, tanto pelos profissionais quanto pelos líderes, que têm que conviver com esse desafio. Mas, muitos não sabem que a melhor maneira de evitá-lo é procurar alcançar os resultados esperados pela organização e manter um bom relacionamento com a liderança e os demais colegas de trabalho. A maioria das pesquisas realizadas aponta que as causas mais frequentes de dispensa são a ausência de resultados, incompetência técnica e problemas de relacionamento.

Nossa longa caminhada convivendo com empresas de vários segmentos, nos credencia a afirmar que  o profissional precisa ter foco nos resultados para garantir sua permanência na empresa. Atualmente, as organizações valorizam igualmente tanto o conhecimento e a capacitação técnica como a habilidade de relacionamento.

Embora uma das principais razões para a dispensa do colaborador,  seja o fato dele  não alcançar os resultados desejados, a questão da capacidade de se relacionar bem com a liderança e demais integrantes da equipe também tem se tornando fundamental. Na hora da demissão, entretanto, na maioria dos casos, isso não é comunicado ao profissional, porque o relacionamento interpessoal é algo mais subjetivo. Porém, se o profissional em questão não souber trabalhar em equipe ou se relacionar bem com os colegas, isso certamente vai influenciar no resultado e prejudicar o cumprimento de metas pré-estabelecidas.

Noticia JPEGNesse caso, não se trata apenas de competência técnica, mas de habilidade para se relacionar. O profissional, portanto, principalmente aquele que ocupa cargos de gestão – diretor, gerente, supervisor, ou coordenador, precisa ter equilíbrio emocional para lidar com as cobranças dos acionistas, exigência dos clientes, necessidades dos fornecedores e dos colaboradores, além das demandas familiares. È preciso ter habilidade relacional e equilíbrio suficientes para administrar as pressões cotidianas.

Do executivo ao colaborador da base do organograma da empresa, entretanto, hoje todos precisam saber lidar com gente. Isso porque as funções exercidas de forma individual estão diminuindo, enquanto aumentam aquelas realizadas em equipe.

Além disso, o profissional deve lembrar que ele é a imagem da empresa onde trabalha e isso vale tanto para a atuação interna quanto externa. Junto com os resultados financeiros desejados pela organização, ele precisa ser capaz de criar bons relacionamentos, tão importantes para sua carreira profissional.

A dica então, para não correr o risco de viver o momento da demissão  é procurar zelar pelo seu constante autodesenvolvimento suas habilidades e competências técnicas, comportamentais e de relacionamento, assim como procurar atuar de forma proativa, sempre focando no resultado e na melhoria da qualidade.

Você está se cuidando para evitar viver o tão temido momento da demissão?

 

Carla Limongi

Sandra Faria

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

Mais em Nosso negócio é gente...
Foto Blog 16 05 Boca grande JPEG
CONTRATA-SE UM SORRISO!

Você já passou pela experiência de ser atendido por alguém...

Fechar