SUCESSO ORGANIZACIONAL: COMPROMETIMENTO DA ALTA DIREÇÃO

Como implementar um modelo de gestão que favoreça resultados de qualidade e o sucesso organizacional, tem sido acirculo busca contínua da alta gestão das empresas.

Pensando nesse desafio, acreditamos que para obter este resultado as empresas precisam se comprometer com quatro princípios essenciais: legitimidade, confiança, comunicação e eficácia.

Legitimidade – Dentro de uma organização, a legitimidade depende da “aceitação”, da participação e do impacto que os colaboradores, individualmente ou em equipe, tenham em relação às verdadeiras decisões e atividades diárias da empresa, concordando com o resultado final e com o processo pelo qual esse resultado deve ser conseguido. O que sustenta, de fato, a legitimidade é a confiança.

Confiança – Deriva do modelo de gestão que é estabelecido pelos gestores, pautado na transparência e participação de todos os colaboradores, fazendo com que os mesmos sejam capazes de se arriscar e ser vulneráveis. Ao proceder assim, eles estabelecem um padrão cíclico em que cada um está disposto a confiar no outro, em grau cada vez maior.

Comunicação – É a parte fundamental da gestão. É ingrediente fundamental na formação efetiva de uma equipe e na interação entre pessoas. Envolve um diálogo aberto, transparente e objetivo entre as partes, no qual, cada uma, não só consulta a outra, mas permite que esta influencie decisões e resultados. A comunicação efetiva resulta de uma ruptura das barreiras “nós/eles” e leva ao estabelecimento de confiança e respeito mútuos. Trata-se do gatilho, o veículo e a consequência da mudança organizacional.

Eficácia – É o quarto princípio em que se baseia o sucesso organizacional. Via de regra, as empresas têm áreas de desperdício, que comprometem a qualidade de suas entregas. Se as empresas não forem eficazes, nenhum grau de legitimidade ou confiança produzirá o sucesso esperado, comprometendo os princípios de legitimidade, confiança e comunicação. Preocupar-se somente com os demais princípios, sem garantir que o princípio “eficácia” esteja presente nos resultados, não garante uma entrega de qualidade.

Estes princípios não são nem estritamente sequenciais, nem misturados ao acaso. Cada um tem de estar intimamente interligado aos outros. Cada princípio tanto se alimenta dos outros quanto lhes dá apoio. Cada um deles afeta e se reflete em inúmeros aspectos do dia a dia, da vida organizacional.

Pensando que a alta direção é a responsável pela implementação de uma gestão que priorize a FOTO BLOG 01 DO 02práticas desses princípios… reflita….

Qual é o grau de legitimidade existente hoje nas relações dentro da sua empresa? A confiança está estabelecida? O processo de comunicação é efetivo? Sua empresa faz entregas com eficácia?

 Carla Limongi

Sandra Faria

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário