Tag: empresa

16
mai

CONTRATA-SE UM SORRISO!

Foto Blog 16 05 Boca grande JPEGVocê já passou pela experiência de ser atendido por alguém mal-humorado?

Se a resposta for sim, você faz parte de uma estatística que tem preocupado as empresas e, em especial, aquelas que lidam com o atendimento direto ao público e que, por esta razão, precisam garantir o fator atendimento como diferencial positivo e não como algo que deixe o consumidor com o sentimento de frustração.

Num mercado de trabalho cada dia mais competitivo, a simpatia pode ser o diferencial, principalmente nos segmentos do comércio e de prestação de serviços. Em locais como lojas, clínicas, bancos, hospitais, hotéis e restaurantes, só para citar alguns, a interação humana é elemento decisivo na satisfação do cliente e no sucesso do negócio.

Foto Blog 16 05 #aquitemsorriso JPEGO atendimento ao público, seja ele interno ou externo, exige profissionais capazes de interagir com as pessoas, de preferência com simpatia. Muitas empresas já perceberam a importância desse detalhe e estão adotando o seguinte slogan: Contrata-se um sorriso, a técnica nós ensinamos. As funções que necessitam do sorriso e da cortesia, como diferenciais, estão em alta no mercado.

Percebe-se, então, que atualmente a habilidade de lidar com pessoas ou capacidade de relação interpessoal...

4
abr

A MAGIA E O PODER DA LEITURA

leituraNo dia dois de abril comemora-se o dia internacional do livro infantil.  É a partir do estímulo da leitura na infância que desenvolvemos o hábito da leitura para toda a vida. A prática da leitura passa pela necessidade de adquirirmos conhecimentos por meio dos livros didáticos, de adquirirmos informações mais rápidas e atualizadas por meio de veículos de comunicação e também, pelo simples prazer de saborearmos uma boa estória.

O que constatamos, contudo, é que tem nos faltado disciplina para cultivarmos com mais intensidade o nosso hábito de leitura pelo simples prazer de ler, seja em função de não conseguirmos organizar melhor nosso tempo, seja por entendermos que existem outras formas mais rápidas para saciarmos nossos prazeres.

leitura-obrigatc3b3ria-blog

Seja por que razão for, não podemos nos esquecer que, por meio da prática da leitura, realizada com prazer, é possível desenvolver a imaginação, abrir espaço para o mundo das  possibilidades, desenvolver a escuta, praticar a empatia, enriquecer o vocabulário, desenvolver o sentido crítico e ampli...

14
mar

EMPRESAS TAMBÉM ADOECEM?

Pills and Drugs with Arrows Inside Person --- Image by © Images.com/Corbis

Quando pensamos em ambientes organizacionais consideramos que os mesmos são constituídos por pessoas, as quais se comportam e se manifestam de acordo com os estímulos que recebem. Podemos também, considerar que esses ambientes podem, de acordo com as circunstâncias e estímulos que recebem, interna e externamente, adoecer também?

Via de regra, costumamos atribuir os comportamentos patológicos somente às pessoas, deixando de considerar que o modelo de gestão adotado pela alta direção das empresas, em momentos de crise, pode e provavelmente deve estar desencadeando esses comportamentos.

Modelos de gestão que adotam uma postura de centralização, rigidez nos controles, desconfiança e excessivo planejamento, dão mostras claras que essas empresas estão desenvolvendo comportamentos adoecidos. Pelo fato de se sentir responsável por encontrar as saídas heroicas para a situação, a alta direção assume sozinha o fardo de garantir a sobrevivência/saúde do negócio, cultivando  esses comportamentos pouco saudáveis.

Empresas adoecidas não conseguem enxergar, aceitar  suas doenças e consequentemente, não conseguem resolver seus problemas. Ao contrário, cultivam os que já existem e desenvolvem outros, sempre mais tóxicos. Nesse caminho tendem a tornar-se menos transparentes e mais insensíveis, o que faz com que, muitas vezes, percam os melhores profissionais, que percebem o clima e não se permitem adoecer juntos.

Empresas assiminternet bully tem dificuldades em crescer e culpam as pessoas por isso.

Quando essas empresas resolvem buscar ajuda, necessitam contar com  profissionais de um cenário externo,...

28
dez

SOU UM NOMOFÓBICO? NO QUE ISSO ME AFETA?

list_640pxEm uma sociedade onde o uso de celulares é cada vez maior e o acesso à internet se tornou uma realidade inquestionável,  as empresas se vêm às voltas com um grande dilema:

Como fazer com que seus colaboradores usem de forma racional e seguro essa tecnologia, indispensável para o dia a dia desses profissionais?

O fato é que, diante de tanto estímulo e de tamanha facilidade de acesso, o que se percebe é o usuário se sentindo “tentado” a todo o momento a navegar pela web, visitando sites e redes sociais, impulsionado por um desejo irresistível de “checar” a informação.

Em recente pesquisa realizada pelo CPDEC, 62% dos 800 profissionais entrevistados, afirmaram já ter presenciado situações de pessoas fazendo uso inadequado de recursos e materiais da empresa, para fins pessoais, o que, por certo, inclui os acessos à internet.

A maioria de nossas empresas tem estabelecido um código de conduta, especificando direitos e deveres dos colaboradores, delimitando as “regras” que deveriam normatizar esses comportamentos.

nomofobia-smartphoneNesse novo contexto, o que nos parece é que as regras estabelecidas, por si só, não conseguem mudar os hábitos de quem faz uso da web. A mudança de hábito deve passar, a priori, por uma conscientização sobre os pr...