Tag: empresas

6
jun

Resiliência: Por que não eu?

resilienciaO conceito de resiliência vem sendo bastante valorizado atualmente, por empresas que se preocupam em ter em seus quadros, profissionais resistentes e tolerantes às constantes mudanças que vêm ocorrendo no mercado.  Apesar de ser um termo muito utilizado, você sabe o que significa?

Para entendermos melhor o conceito, vamos buscar a sua origem. A palavra resílio, oriunda do latim, significa retornar a um estado anterior.  A teoria da resiliência foi introduzida na física em 1807, trazendo a noção de elasticidade de matérias, consistindo na capacidade de um material absorver energia sem sofrer deformação plástica ou permanente, sendo capaz de retornar ao seu estado original, depois de ser submetido a alguma pressão.

 

3-Resiliência-1Esse conceito de resiliência também vem sendo aplicado a outras áreas sendo que,  quando aplicada a contextos empresariais, pode ser definida como um processo dinâmico que possibilita aos profissionais, adaptação positiva em cenários de grande adversidade. Não se trata apenas da capacidade de ultrapassar as adversidades, mas também da capacidade de enfrentá-las e superá-las, de forma positiva, não deixando que elas interfiram nos vários aspectos da vida e do trabalho.

Quando pensamos no cenário corporativo, podemos compreender que a resiliência pode ser considerada como um processo que varia de acordo com as circunstâncias. Deste modo, períodos de transição exigem dos profissionais a prática mais intensa da  resiliência, pois são momentos de muito estresse, onde esses profissionais podem aprender a identifi...

23
mai

POR QUE AS EMPRESAS DEMITEM?

Oi-vivo-e-nextel-demitem-mais-de-3-mil-funcionarios-televendas-cobrancaO momento da demissão é um dos momentos mais temidos na empresa, tanto pelos profissionais quanto pelos líderes, que têm que conviver com esse desafio. Mas, muitos não sabem que a melhor maneira de evitá-lo é procurar alcançar os resultados esperados pela organização e manter um bom relacionamento com a liderança e os demais colegas de trabalho. A maioria das pesquisas realizadas aponta que as causas mais frequentes de dispensa são a ausência de resultados, incompetência técnica e problemas de relacionamento.

Nossa longa caminhada convivendo com empresas de vários segmentos, nos credencia a afirmar que  o profissional precisa ter foco nos resultados para garantir sua permanência na empresa. Atualmente, as organizações valorizam igualmente tanto o conhecimento e a capacitação técnica como a habilidade de relacionamento.

Embora uma das principais razões para a dispensa do colaborador,  seja o fato dele  não alcançar os resultados desejados, a questão da capacidade de se relacionar bem com a liderança e demais integrantes da equipe também tem se tornando fundamental. Na hora da demissão, entretanto, na maioria dos casos, isso não é comunicado ao profissional, porque o relacionamento interpessoal é algo mais subjetivo. Porém, se o profissional em questão não souber trabalhar em equipe ou se relacionar bem com os colegas, isso certamente vai influenciar no resultado e prejudicar o cumprimento de metas pré-estabelecidas.

21
mar

O PARADOXO DA FELICIDADE NAS EMPRESAS!

felicidade-e-so-questaoNo dia 20 de março comemora-se, em todo mundo, o dia internacional da Felicidade. Esta data foi instituída pela ONU que, inclusive, faz um rankiamento anual dos países, em relação a este quesito. Os relatórios apontados nesta pesquisa refletem uma demanda mundial para que a felicidade seja usada como critério nas políticas de governo. Segundo dados do relatório, essa noção mais ampla de bem-estar funciona melhor como indicador de desenvolvimento para além de meros parâmetros econômicos.

“Ser feliz é tudo que se quer”, já diziam Kleiton e Kledir, contudo, essa busca pela felicidade, inerente à condição humana, tem sido cada vez mais difícil. O conceito de felicidade adotado pelas pessoas tem se tornado mais exigente e efêmero, levando a uma ideia de que ser feliz é para poucos.  Pessoas que conseguem atribuir a felicidade a seu cotidiano são cada vez mais raras.

Atualmente, essa busca pela felicidade tem extrapolado o âmbito pessoal/existencial, passando  também a fazer parte de uma preocupação da alta direção das empresas, com a adoção de modelos de gestão alicerçados no resgate da felicidade das pessoas que dela fazem parte.

sobre-a-felicidade.htmlMesmo que as empresas não sejam responsáveis diretamente pela felicidade das pessoas, elas enxergam na possibilidade de contribuir para esta felicidade, a condição de impactar positivamente no aumento da produ...

25
jan

LIMITAR A CRIATIVIDADE É FÁCIL…DIFÍCIL É ESTIMULÁ-LA.

Segundo a etimologia da palavra, criatividade está relacionada com o termo criar, do latim creare, que significa darCRIATIVIDADE existência, sair do nada, estabelecer relações até então não estabelecidas, visando determinados fins.

É comum associar o conceito de criatividade ao mundo das artes e a considerá-la expressão de ideias muito originais. Contudo, no mundo empresarial, além de ser original, para ser criativa uma ideia também deve ser adequada, ou seja, útil e executável. De alguma forma ela deve oferecer alternativas acerca dos processos inerentes a cada negócio, contribuindo para melhoria contínua dos mesmos.

Não é nenhuma novidade que as empresas, ao buscarem novos talentos para integraram seus quadros, nutrem sempre o desejo de que esse novo colaborador que chega, traga em seu repertório de competências, a capacidade de inovar, ser ousado, de pensar fora do quadrado e de apresentar ideias inovadoras, colocando à disposição da empresa o seu poder criativo.É fato que o ambiente organizacional tem se alterado, nos últimos anos, muito em função das incertezas do mercado. E é nesse ambiente altamente volátil que a criatividade precisa acontecer, contudo, o que a maioria dos gestores não costuma considerar é que ela fatalmente irá modificar os ambientes de trabalho e as atividades das pessoas. Essas mudanças incidem sobre o uso e interpretação da informação que é a base das ideias, eQUAL E A SUA IDEIA isto só é possível acontecer em ambientes flexíveis e abertos, que possam estimulá-la.

Fica cada vez mais evidente que as empresas, para se manterem competitivas no mercado, precisam de gente que tenha espírito inovador, que saiba imaginar e que consiga desafiar o convencional. A capacidade criativa é um talento que permeia processos de liderança, negociação, tomada de decisão, entre outros, que fazem parte do repertório de ações de nossos profissionais. Os profissionais com este talento desenvolvido terão maiores chances de permanecerem e contribuírem com as empresas, desde que tenham espaço e sejam motivados a explorarem esse talento. O caminho para estimular a criatividade é dar autonomia ...